Cargando resultados

Cargando Resultados...

Assim será o Festival Gabo Nº8

  • A grande festa do jornalismo e a cultura será realizada, virtualmente, do dia 30 de novembro até o dia 11 de dezembro no festivalgabo.com.
  • Esta oitava edição traz um novo formato de atividades chamado masterclass, onde os ouvintes poderão se aproximar da experiência que vivem os participantes dos workshops da Fundação Gabo.
  • O Prêmio Pulitzer de biografia 2020, Benjamin Moser; o filósofo italiano Alessandro Baricco; a chefe de Desenvolvimento Editorial Digital na Financial Times, Renée Kaplan, a escritora Camila Sosa Villada, e a pesquisadora Zulma Cucunubá fazem parte da lista de convidados.
  • Durante o Festival Gabo nº8 será feita uma homenagem a Mercedes Raquel Barcha Pardo, que faleceu em agosto de 2020 e foi presidenta do Conselho de Administração da Fundação Gabo.

 

O Festival Gabo, a grande festa das histórias, da curiosidade e da cultura, celebra este ano, de 30 de novembro a 11 de dezembro, uma edição repleta de novas reflexões, debates e visões profundas para pensar, entender e narrar o mundo.

Este ano, no 25º aniversário da Fundação Gabo, fundada na cidade de Cartagena mas com vocação ibero-americana, pelo jornalista, escritor e Prêmio Nobel de Literatura Gabriel García Márquez, o Festival Gabo nº8 aposta na formação e na inspiração para exercer um jornalismo indispensável, ético, rigoroso e inovador. Da mesma forma, aproveita as vantagens que a tecnologia oferece para que milhares de mentes curiosas –jornalistas, estudantes de jornalismo, professores, editores ou profissionais de múltiplas disciplinas– possam de qualquer parte do mundo se aproximar de forma livre e gratuita, das lições, ferramentas, práticas e referências de grandes especialistas , pensadores e contadores de histórias.

Esta oitava edição também é um encerramento em grande estilo de um ano diferente e incerto, que tem feito com que nos adaptemos e nos reinventemos para seguir em frente. Uma festa para lembrar que as histórias também não se detêm ; continuam, apesar de tudo, para fomentar cidadãos ativos e bem informados, através da informação e incentivo aos jornalistas, e a promoção do uso ético e criativo do poder de contar e compartilhar histórias.

O Festival Gabo n°8 é possível graças às alianças que existem entre a Fundação Gabo com os grupos SURA e Bancolombia, com suas filiais na América Latina, e a aliança da Fundação Gabo com a Prefeitura de Medellín. É possível também graças ao apoio da Comfama.

Palestras públicas

Através das palestras públicas, o Festival Gabo vai aprofundar e pensar em voz alta sobre temas relevantes como  o dever dos deveres humanos para a construção de uma cidadania com ferramentas para enfrentar os desafios atuais, um assunto que foi sempre defendido pelos ganhadores do Nobel Gabriel García Márquez e José Saramago, e sobre o qual conversarão com sua companheira Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago, e o renomado romancista colombiano Juan Gabriel Vásquez.

Além disso, serão debatidas questões sobre o impacto social da nossa interação com a tecnologia, um tópico que será explorado pelo filósofo e autor  italiano Alessandro Baricco na companhia de Jean François Fogel, consultor de mídias e presidente do Conselho Reitor da Fundação Gabo, em ‘Periodismo en busca de ¿la verdad?’, assim como o fortalecimento da democracia através da tecnologia e os riscos da desinformação, uma palestra que contará com a participação de Silvio Waisbord, professor na Escola de Mídia e Assuntos Públicos na Universidade George Washington; Catalina Botero, decana da Faculdade de Direito da Universidade de Los Andes (Colômbia) e copresidenta do Conselho assessor de conteúdo, e Jaime Abello Banfi, diretor geral e cofundador da Fundação Gabo.

As palestras também serão o lugar para conversar  sobre as oportunidades para  narrar realidades alheias com suas nuances e complexidades a partir da experiência do ganhador do Pulitzer de biografia 2020, Benjamin Moser, quem irá conversar em ‘Contar mundos ajenos’  com a cronista equatoriana Sabrina Duque sobre o processo de investigar e construir o retrato definitivo de um personagem e sobre a viagem para encontrar paraísos secretos e histórias aún no contadas , com o repórter do The New Yorker, Jon Lee Anderson, e o fotógrafo, documentarista e escritor Jordi Esteva.

Além disso, serão revisados os novos pontos de vista em torno aos desafios para narrar a migração e contribuir para a prevenção da xenofobia, do racismo e da descriminação na palestra ‘‘Migración: cambiar el relato’, com Leonard Doyle, porta-voz da Organização Internacional para as Migrações (OIM), e Eileen Truax, jornalista  mexicana especializada em política, imigração e movimentos sociais; assim como as novas perspectivas focadas nos temas referentes às drogas em ‘El lado B de las historias sobre drogas’, com Alejandra Rajal (México), Alice de Souza (Brasil), Fabiola Torres (Peru) e Elizabeth Otálvaro (Colômbia), e Catalina Gil (Colômbia),

Também serão tratados temas sobre como se está contando e abordando a diversidade e os temas LGBT a partir do jornalismo, a arte e a cultura, na palestra  ‘Contar la historia propia: apresentação da população LGBT no jornalismo e a cultura da América Latina’, com Camila Sosa Villada (Argentina), escritora e  ganhadora do Prêmio Sor Juana Inés de la Cruz por seu livro Las Malas; Maru Ludueña (Argentina), jornalista e cofundadora da Agência Presentes; Mauricio Albarracín (Colômbia), advogado, filósofo e subdiretor de Dejusticia, e Guillermo Correa (Colômbia), professor e pesquisador da Universidade de Antioquia.

A partir da visão do jornalismo será abordado também o fortalecimento da relação  com as audiências em ambientes digitais  e como este pode contribuir para a sustentabilidade da mídia, uma palestra com Renée Kaplan, chefe de Desenvolvimento Editorial Digital na Financial Times; Borja Echevarría, diretor adjunto do El País, e Juan Camilo Maldonado, gestor jornalístico de Mutante.

Da mesma forma, serão revisados ​​os acertos e erros do que tem sido a cobertura jornalística do coronavírus, bem como as lições deixadas por essa experiência para continuar informando, em ‘Epidemiologia para jornalistas II: aprendizados para seguir cobrindo coronavírus’, com Zulma Cucunubá, pesquisadora do Centro de Análise de Infecções Globais da Faculdade de Medicina do Imperial College; Carlos Castillo-Salgado, professor do Departamento de Epidemiologia da Escola Bloomberg de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins, e Pablo Correa, editor de temas ambientais, saúde e ciência no El Espectador..  

Workshops e masterclass 

Este será o espaço ideal para conversar sobre a cobertura de conjunturas e fenômenos sociais importantes como os conflitos e violações dos direitos humanos  na América Latina, a representação do indígena no jornalismo e a mídia, a diversidade e as  histórias LGBT, as novas narrativas sobre drogas, a investigação da desinformação organizada, e os aprendizados para seguir realizando a cobertura do coronavírus.

Além disso, o Festival Gabo nº8 irá abordar temas clássicos do ofício que nos une, o jornalismo, como a crônica, com Martín Caparrós; a edição de textos jornalísticos, com Leila Guerriero; a Rádio, com Yolanda Ruiz; a entrevista no perfil jornalístico , com Jon Lee Anderson; o relato fotográfico, com Maya Goded, e o jornalismo cultural, gastronômico e de tecnologia, com Jorge Carrión, Ignacio Medina e Jordi Pérez Colomé, respectivamente, assim como as tendências dentro do jornalismo: o podcast, a visualização de dados, o jornalismo colaborativo e o cinema documentário.

No marco dessa grande festa, e graças a Comfama, haverá cinco clubes de leitura virtual  para grupos de diferentes idades, nos quais participarão Matias e Agustín Godoy (Argentina), Joseph Zárate (Peru) e Xavi Ayén (Espanha), além de um encontro empresarial com Renata Cabrales (Colômbia), jornalista e máster em jornalismo digital, e dois workshops, um de crônica com o escritor Alfonso Buitrago e outro de podcast com Laura Ubaté (Colômbia), fundadora do Café Podcastero.

Conheça os convidados   

Cada um dos temas proposto pelo Festival Gabo nº8 serão abordados junto a grandes especialistas como o escritor e historiador Benjamin Moser, ganhador do Prêmio Pulitzer 2020 por Sontag: Her Life and Work, um retrato definitivo da escritora estado-unidense Susan Sontag, e o filósofo e escritor Alessandro Baricco, autor de Los bárbaros, um autêntico ensaio sobre a relação entre a escritura e a revolução da cultura digital, e The Game, um livro que aprofunda sobre o impacto da revolução  digital no pensamento humanista e a cultura em geral. 

Na lista de luxo de convidados estão María Jesús Espinosa de los Monteros (Espanha), diretora de Podium Podcast e Podium Studios de PRISA Rádio; María Eugenia Ludueña (Argentina), cofundadora e codiretora de Agência Presentes; Jorge Carrión (Espanha), crítico cultural no The New York Times e codiretor do Máster em Criação Literária da UPF-BSM; Leila Guerriero (Argentina), editora e cronista; Martín Caparrós (Argentina), escritor e cronista; Carolina Robino (Chile), diretora do BBC Mundo; Patrícia Campos Mello (Brasil), repórter e colunista da Folha de S.Paulo; María Teresa Ronderos (Colômbia), professora e diretora do Centro Latino-americano de Investigação Jornalística (CLIP); Dani Yako (Argentina), repórter fotográfico e editor; Ignacio Medina (Espanha), crítico culinário do El País; Alberto Cairo (Espanha), designer e professor de jornalismo visual; Yolanda Ruiz (Colômbia), diretora de Notícias da RCN Radio; Germán Rey (Colômbia), professor e pesquisador, Pilar del Río (Portugal), presidenta da Fundação José Saramago; Renée Kaplan (Reino Unido), chefe de Desenvolvimento Editorial Digital no Financial Times; Carlos Dada (El Salvador), fundador do El Faro, Jon Lee Anderson (Estados Unidos), repórter do New Yorker; Juan Gabriel Vásquez (Colômbia), escritor, e Diego Enrique Osorno (México), jornalista e fundador de Detective.

Também estarão conosco Alejandra Xanic (México), Prêmio Pulitzer na categoria Jornalismo de Investigação em 2013; Rodrigo García Barcha (México), cineasta, e Gonzalo García Barcha (México), tipógrafo ilustrador, filhos de Gabriel García Márquez; Jean-François Fogel (França), consultor de mídias; Leonard Doyle (Suíça), porta-voz da Organização Internacional para as Migrações; Jason King (Estados Unidos), professor da Universidade de Nova York e membro fundador do Clive Davis Institute of Recorded Music; Juan Camilo Maldonado Tovar (Colômbia), diretor de Mutante; Alejandra Sánchez (México) e José Luis Pardo Veira (Espanha), cofundadores de Dromómanos; Jordi Esteva (Espanha), escritor, fotógrafo e documentarista; Catalina Botero-Marino (Colômbia), decana da Faculdade de  Direito da Universidade de Los Andes, Carlos Castillo-Salgado (México), professor de Epidemiologia da Universidade Johns Hopkins; Borja Echevarría (Espanha), vice-presidente do departamento digital da Univisión News em Miami; Melba Escobar (Colômbia), escritora e jornalista; Zulma Cucunubá (Colômbia), investigadora e professora Assistente no Imperial College London & na Universidade Javeriana; Rebeca Grynspan (Costa Rica), secretaria geral da Secretaria General Ibero-americana; Silvio Waisbord (Argentina), diretor e professor da Escola de Mídia e Assuntos Públicos da  Universidade de George Washington; Pablo Linde (Espanha), jornalista do El País; Sandra Borda (Colômbia), professora associada da Universidade de Los Andes; Gustavo Gorriti, diretor de IDL-Reporteros; Dione Patiño (Colômbia), diretora da Esquina Rádio de Medellín, (Colômbia), e Kátia Brasil (Brasil), editora executiva da Agência Amazona Real, entre muitos outros que poderão se aproximar às boas práticas do melhor oficio do mundo ao estilo Gabo: com um jeito bacana, ética e prática.  

O Festival Gabo n°8 é possível  graças ao apoio de Dejusticia, Google News Initiative, The Michael Jacobs Foundation for Travel Writing, Ministério de Cultura da Colômbia, o Projeto de Jornalismo do Facebook, Instituto de Patrimônio e Cultura de Cartagena (IPCC) e Open Society Foundations. 

Também estendemos um agradecimento especial à Embaixada da Itália na Colômbia, Agência Presentes, Colômbia Diversa, Tragaluz editores, Universidade Del Norte, Fiesta del Libro y la Cultura, Madrid Fusión, Fundação José Saramago, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e sua Alocação de Recursos Migratórios (MIRAC por sua sigla em inglês), Comisión de la Verdade, Universidade Autónoma de Barcelona, ​​RTVC Sistema de Mídias Públicas e seu Primeiro Festival Ibero-Americano de Podcast, Hay Festival Cartagena de Índias, Sentiido, Fundação Santodomingo e Fundação para a Liberdade de Imprensa (FLIP).

Aproveite a programação  

Confira a  programação e se inscreva nas palestras, masterclass e nos workshops, e conheça os convidados que farão parte do Festival Gabo nº8 no site festivalgabo.com

Para estar atualizado e conferir as novidades em primeira mão, basta   inscrever-se no boletim de notícias do Festival Gabo. Recomendamos também que você siga as contas no Instagram, Facebook, e Twitter, assim como o hashtag #FestivalGabo e #SiguenLasHistorias. Todos os detalhes desta festa estarão disponíveis nestes canais. 

Hecho con por